sábado, 5 de novembro de 2011

Pé de moleque feito pelo marido


Este pé de moleque ficou uma delícia, por isso decidi postá-lo pra vocês. Também foi tudo feito à moda rural; o amendoim torrado no forno do fogão a lenha, socado no pilão e depois misturado com a rapadura no tacho. Quem o fez foi meu esposo.

Se você tem o privilégio de ter marido cozinheiro ou estiver disposta a fazê-lo segue a receita.

Uma rapadura de 1 quilo (a rapadura boa é a que fica espelhada por cima).
Um quilo de amendoim.
Dois copos (americano) de leite. O leite é pra amaciar.

Depois de raspar a rapadura coloque-a pra derreter em fogo brando misturada ao leite.  Quando ferver e apresentar uma espuma grossa acrescente o amendoim moído (ou socado no pilão como o meu). Após engrossar retire do fogo e bata um pouco. Esta é a parte que mais depende do esposo, pois fica um pouco pesada. Despeje em uma bancada e acerte a massa com um pano de prato úmido. Esperar uns minutos pra esfriar e cortar.



Obs: A muleta que "enfeita" a foto é porque meu esposo está com a perna quebrada.

7 comentários:

Eunice Maria disse...

Que delícia, Mazza! A receita é fácil (já copiei), mas o negócio é ter força na hora da finalização, não é mesmo? Uma boa recuperação para o seu esposo e bom final de semana pra vocês! beijinho, Eunice Maria.

http://efacilserfelizartesanais.blogspot.com/
efacilserfeliz.artesanais@gmail.com

Lucinha disse...

Mazza,

Vim lá do sítio da amiga Neide, e lhe achei lá. Vim visitar e amei o seu cantinho.
Olha eu me apaixonei por esse pé de moleque, e mais ainda pela forma que foi feito.
Parabéns ao seu esposo, e melhoras pra ele.
Abraço.

araci disse...

Mazza, postar esses doces é para deixar a gente aqui " babando", eu amo pé de moleque, mas aqui é difícil achar feito com rapadura, preciso ir aí para buscar. bjss

Maria Reciclona disse...

Oi Mazza, que privilégio heim? Pé de moleque feito num pé só... é para comer rezando e agradecendo né?.(rsrsrs)
Um abraço, minha querida.

Elisa disse...

Que saudades que eu tenho de comer pé de moleque.Menina e moça vivia em Angola e comia até fartar, mas aqui em Portugal não é tradição fazer. Obrigada pela visita ao meu blog e pelas palavras simpáticas. Gostei imenso do seu e vou continuar a visitar.Parabéns ao marido pela partilha da receita.Beijinhos

Sandra Guadagnin disse...

Se com a perna assim ele tem toda essa disposição, imagine quando sarar! Muito legal essa entrega dele a essa receita maravilhosa.
Abraços

Luzia Lira Pedagoga disse...

Sempre fui cismada que não conseguiria fazer pé de moleque. Sua receita parece fácil. Vou mostrar para meu marido, vê se anima ele fazer, rs.


Bjos Luzia